Governo e Prefeitura executam obras emergenciais no canal do Tucunduba
Menu

Governo e Prefeitura executam obras emergenciais no canal do Tucunduba

  • Written by 
Governo e Prefeitura executam obras emergenciais no canal do Tucunduba

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) está executando um serviço emergencial de dragagem e abertura do canal do Tucunduba, no trecho localizado próximo à nova ponte construída pelo governo do Estado na Rua Celso Malcher, no bairro da Terra Firme. O objetivo é aumentar a profundidade do canal para facilitar o escoamento da água e diminuir os constantes alagamentos na área. “O canal está obstruído pelo grande número de construções irregulares, que prejudicam o escoamento da água. Então, com esse serviço emergencial de abertura do canal esperamos reduzir esses alagamentos na Celso Malcher e no entorno”, explica o diretor da Sedop, engenheiro Sérgio Paixão.

Equipes da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) também participam dos trabalhos, fazendo a desobstrução da rede de drenagem e limpeza dos bueiros da área afetada. Mas o diretor da Sedop ressalta que o problema só será definitivamente resolvido com a conclusão das obras do projeto de urbanização do canal do Tucunduba, que foi retomado pelo governo do Estado no início deste ano. Atualmente, o trabalho se concentra no trecho de 800 metros entre as ruas São Domingos e dos Mundurucus. Onde antes havia lama e mato, já foram abertas duas grandes pistas laterais, com 11,5 metros de largura cada uma, nas duas margens do canal, que já estão sendo pavimentadas.

Além da abertura e pavimentação das novas pistas, as obras também contemplam a construção de calçadas para pedestres, ciclofaixas, drenagem e dragagem do canal e a construção de três pontes de concreto e uma passarela metálica. Orçada em quase R$ 35 milhões, com financiamento da Caixa Econômica Federal, essa etapa do projeto deve ser concluída no final deste ano.

Histórico

Mais de 250 mil pessoas vivem ao longo da Bacia do Tucunduba, considerada a segunda maior bacia hidrográfica da capital, que atravessa cinco bairros: Guamá, Universitário, Terra Firme, Canudos e Marco. O projeto de saneamento do Tucunduba é antigo, começou a ser executado em 1999, pela Prefeitura de Belém. O primeiro trecho, com 1,2 quilômetros entre a Avenida Perimetral a Rua São Domingos, foi inaugurado em 2004.

Em 2008, a execução do projeto passou a ser de responsabilidade do governo do Estado. Mas, pela complexidade da obra, muitos ajustes tiveram que ser feitos no projeto, o que desacelerou o ritmo da obra. Após a realização de nova licitação pela Sedop, no ano passado, finalmente a segunda etapa do Projeto de Saneamento do Tucunduba pode retomada em janeiro deste ano e deve ser concluída no mês de dezembro.

A terceira e última etapa do projeto está prevista para começar em 2017 e envolve uma área de 1,4 quilômetros, que vai da rua dos Mundurucus até a travessa Vileta, no bairro do Marco.

Por Marlicy Bemerguy

back to top

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz