Arena Guilherme Paraense é inaugurada com celebração do esporte e da cultura paraense
Menu

Arena Guilherme Paraense é inaugurada com celebração do esporte e da cultura paraense

  • Written by 
Arena Guilherme Paraense é inaugurada com celebração do esporte e da cultura paraense

O Pará ganhou, na noite desta sexta-feira (21), um dos mais modernos espaços esportivos do Brasil, a Arena Guilherme Paraense - Mangueirinho. A entrega do novo ginásio poliesportivo, localizado no complexo esportivo do Estádio Olímpico do Pará, o “Mangueirão”, em Belém, contou com a presença do governador Simão Jatene, da secretária de Esportes e Lazer, Renilce Nicodemos, representantes da família de Guilherme Paraense e a presença de um público empolgado com a nova praça esportiva.

A programação teve início por volta das 20h, com o descerramento da placa inaugural. Durante a cerimônia, foi exibido um vídeo em homenagem a ex-atletas paraenses de diversas modalidades e ao herói olímpico Guilherme Paraense (1884-1968), primeiro medalhista de ouro olímpico brasileiro, que deu nome à arena. O atleta integrou a primeira delegação brasileira a participar de uma Olimpíada, nos jogos da Antuérpia (Bélgica), em 1920. A equipe de tiro, formada por sete atletas, conquistou as medalhas de ouro, prata e bronze, levando o Brasil ao 15º lugar naqueles Jogos.

“Essa obra faz o resgate histórico de alguém que no nome tem a marca e o orgulho de ser paraense e, sem dúvida alguma, não era possível continuar sem que tivessemos nesse Estado algo que lembrasse a todos os jovens que, quem não tem história, não tem memória, não tem futuro”, afirmou o governador Simão Jatene.

“Para ser justo, todo e qualquer agradecimento feito em função dessa arena deve ser feito a cada um e a todos os paraenses, pois essa obra foi construída com o dinheiro do imposto que cada paraense paga. Eu, como governador, me sinto muito feliz de ter contribuído também para que essa obra se realizasse. Que recebam essa homenagem não do governo do Estado, mas de um povo que tem entre suas maiores riquezas a simplicidade e o seu amor pela sua terra”, acrescentou.

Familiares do esportista ficaram emocionados com o reconhecimento do governo do Estado. "A satisfação é muito grande de ver o Estado do Pará homenagear o meu pai. Já é a segunda vez que venho aqui. Na primeira, o governo concedeu uma medalha com o nome dele. Mas hoje, especialmente, bateu um pouco da saudade e estou muito emocionado. O povo paraense é quem realmente reconhece o que meu pai fez e estou muito feliz com esse reconhecimento", afirmou Oziris Paraense, filho do atleta olímpico.

A neta de Guilherme Paraense, também veio para a cerimônia. "Presenciar esse momento é muito importante. Como neta, sempre o vi como um avô comum, pois ele sempre foi uma pessoa simples e não comentava sobre esse grande feito para a história esportiva do país. Ele sempre dizia que a missão dele era representar bem o Brasil e isso ele fez muito bem", afirmou Cristiana Paraense.

O público também pode assistir a programações culturais como a apresentação da banda de música do Corpo de Bombeiros e alunos do projeto Escola da Vida, desenvolvido pela instituição; grupos de carimbó, o time do All Star Rodas, Grupo de São Caetano de Odivelas, além de grupos de hip hop, percussão e coral formados por alunos do Pro Paz e free style, em uma noite de grande celebração do esporte e da cultura paraense.

Para o presidente do Pro Paz, Jorge Bitencourt, a arena é mais do que uma obra, é um equipamento público transformador não só para a juventude da regiao metropolitana, mas para todo o Estado. “É importante para o esporte paraense com o seu papel transformador, com exemplos como a questão da disciplina. Estamos aqui com crianças que já trabalham com essa lógica nos polos, com atividades esportivas, mas também com a arte que podem usufruir dessa estrutura, pois a arena é multifuncional. Um empreendimento transformador para crianças, adolescentes e para o esporte paraense”, declarou.

Após os pronunciamentos oficiais e homenagens, foi a vez das seleções de campeões olímpicos brasileiros e paraense entrarem em quadra. Na escalação da equipe nacional, um time misto de atletas consagrados como Hélia Pinto (Fofão), Marcelo Negrão, Maurício, Nalbert, Sandra Pires, Helbert Oliveira, Maurício Nóbrega, Felipe Raniery e Fabiola Pires. Já a equipe paraense, sob o comando do técnico Edílson “Mingau”, foi representada por Gerson Monte, Elizabeth Matos (Beth), Alex Raposo, Marcelo Seixas (Papinha), Marcelo Santos, Mateus Malta, João Matheus, João Salim, Camila Brandão e Jarbas Simões.

Estrutura - A obra do ginásio poliesportivo representa um investimento de R$ 94 milhões, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e teve início em 2013. O espaço é um dos mais modernos do Brasil, sendo o primeiro do Pará e um dos cinco do país completamente refrigerado. 

O espaço tem capacidade para cerca de 12 mil pessoas e uma estrutura que segue os padrões internacionais e todas as normas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). As cadeiras das arquibancadas possuem tecnologia anti-fogo, mesmo material usado nos estádios brasileiros que receberam jogos da Copa do Mundo de 2014.

A tecnologia também está presente no placar eletrônico multimídia de última geração, semelhante aos usados em partidas da NBA, a liga de basquete dos Estados Unidos. O equipamento está posicionado no centro da quadra, em forma circular, conferindo ao público uma visão completa de qualquer lugar da arena. 

O público pode usufruir de um sistema de internet via Wifi gratuito, por meio do programa Navega Pará, desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa). A intenção do governo do Estado é ampliar a sua utilização não só para ações esportivas, mas para shows nacionais e internacionais, além de grandes eventos artísticos.

“Tenho certeza que essa arena é um lugar especial, não só para os atletas, mas para todos que possam usufruir dele. Um espaço confortável que deve receber grandes eventos esportivos e culturais”, comentou a secretária de esporte e lazer, Renilce Nicodemos.

A Arena dispõe ainda de sete vestiários, sendo dois masculinos, dois femininos, dois para pessoas com deficiências e um para árbitros. No local, estão disponíveis 24 banheiros (oito para pessoas com deficiência), oito bares/ lanchonetes, oito cabines de imprensa, dois elevadores, salas de serviço médico e segurança, 224 vagas no estacionamento, 11 guaritas de segurança, sistema de monitoramento com câmeras e quatro portões de acesso ao público.

Show – Além de atividades esportivas, o ginásio foi projetado para receber diferentes eventos como, por exemplo, shows musicais, já que também dispõe de um palco móvel. Esta possibilidade de uso poderá ser conferida durante a programação de inauguração que segue neste domingo (23), com um grande show de artistas paraenses, a partir das 18 horas. Será uma grande mistura de ritmos que vai do instrumental do pianista Paulo José Campos de Melo às batidas e “treme” do tecnobrega com Viviane Batidão, Fruto Sensual e Keila Gentil.

Também fazem parte do elenco de artistas Fafá de Belém, Pinduca, Chimbinha, Almirzinho Gabriel, Lia Sophia, Nilson Chaves, Liah Soares, Manoel Cordeiro, Felipe Cordeiro, Edilson Moreno, Lucinha Bastos, Arthur Espíndola, Kim Marques, Arraial do Pavulagem, Andreia Pinheiro, Paulo André Barata, Mahrco Monteiro, Banda Xeiro Verde, Juninho Pop e Grupo de Dança Trilhas da Amazônia. O portões serão abertos a partir das 17 horas.

Também participaram da cerimônia de inauguração o senador Flexa Ribeiro; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), Marcio Miranda; parlamentares; secretarios de Estado; Zequinha Marinho, vice-governador do Estado; o prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro; a vice-prefeita de Belém, Karla Martins, além de autoridades locais e desportistas.

Por Lidiane Sousa

back to top

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz