Conselho Estadual das Cidades discute políticas de saneamento, habitação e transporte
Menu

Conselho Estadual das Cidades discute políticas de saneamento, habitação e transporte

  • Written by 
Conselho Estadual das Cidades discute políticas de saneamento, habitação e transporte

Construir cidades mais humanas, justas e sustentáveis a partir da ampliação e melhoria dos serviços básicos de saneamento, habitação e mobilidade urbana. Esses são os temas centrais da “8ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual das Cidades (ConCidades)”, que começou nesta segunda-feira (12) e vai até o próximo dia 15, em Belém. O evento é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e foi aberto pelo secretário Ruy Klautau de Mendonça, que também assumiu a presidência do ConCidades- Pará. “O nosso objetivo é fazer com que o Conselho possa cumprir suas funções, apontando diretrizes para a efetivação da política urbana no Pará”, declarou.

Criado em 2004 pelo Ministério das Cidades, o Conselho das Cidades tem como principal objetivo articular a construção de políticas públicas urbanas para melhorar as condições de vida da população que vive nessas áreas. E o debate desta segunda-feira começou com a discussão da política de saneamento básico/ambiental no estado. Segundo dados da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), apenas 52% da população paraense tem acesso à água tratada e 6,34% à coleta de esgoto. O representante da Cosanpa, engenheiro Júlio Rotella, destacou os investimentos do governo para ampliar e melhorar esses serviços: “Hoje nós temos 41 obras em andamento em 41 municípios, totalizando investimentos de R$ 1,496 bilhão. Serão 100 mil novas ligações de água e 11 mil ligações de esgoto até 2019”, informou.

O representante do sindicato dos urbanitários no Pará, Pedro Blois, defendeu a universalização do acesso aos serviços públicos de saneamento que incluem abastecimento d’água, esgotamento sanitário e coleta de lixo. Representantes de 17 municípios do interior também participaram das discussões. O Conselho Estadual das Cidades reúne representantes do poder público (federal, estadual e municipal), movimentos populares, ONGs, entidades empresariais, dos trabalhadores, acadêmicas e de pesquisa.

Na parte da tarde, mais dois temas importantes estarão em foco: habitação e regularização fundiária. Na quarta-feira (14), será a vez da política de transporte, mobilidade e trânsito. Ao final, as propostas serão encaminhadas às câmaras temáticas e transformadas em resoluções, para serem discutidas na Conferência Nacional das Cidades, a ser realizada ano que vem, em Brasília (DF).

Por Marlicy Bemerguy

 

back to top

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz