Concluída segunda etapa da obra de duplicação da Avenida Perimetral
Menu

Concluída segunda etapa da obra de duplicação da Avenida Perimetral

Concluída segunda etapa da obra de duplicação da Avenida Perimetral

“Coloquei placa de venda na minha casa, mas desisti quando vi a obra chegando”, afirmou Manoel da Paz Cunha, morador da Avenida Perimetral há 15 anos. Não só ele, mas outros moradores retiraram o anúncio de venda das casas, conforme a obra ganhava corpo. A segunda etapa de duplicação da avenida, obra no valor de R$ 26 milhões, está pronta e agora interliga três importantes bairros de Belém, Guamá, Terra Firme e Marco, beneficiando diretamente mais de 300 mil pessoas, sendo corredor de acesso à Estrada Nova e ao centro da cidade.

Dividida em duas frentes, a obra de quase cinco quilômetros da avenida concluiu a primeira etapa ano passado. A segunda etapa de duplicação da Avenida Perimetral compreende o perímetro de 1,4 quilometro, a partir do Parque Tecnológico e o terminal de ônibus da Universidade Federal do Pará (UFPA). Como na primeira etapa, os primeiros mil metros receberam serviços de drenagem profunda e superficial, duas pistas de rolamento com sete metros de largura, nos dois sentidos (divididas em duas faixas de 3,5 metros de cada lado), ciclofaixas, calçadas, iluminação, canteiro central e urbanização.

Nos 440 metros restantes, que se estendem do Hospital Bettina Ferro até o terminal de ônibus da UFPA, as pistas foram estreitadas, ficando com apenas duas pistas, uma de cada lado, com 3,5 metros, com ciclofaixas, calçadas com piso tátil, sinalização vertical e horizontal e a divisão das pistas com tachões. A redução na largura das pistas ocorreu por conta das dificuldades nas desapropriações de imóveis na área pertencente à União. A nova adequação do espaço seguiu estudo elaborado pelo Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), com vistas a não afetar a mobilidade no local, ressaltou o engenheiro Rui Sales, fiscal da obra.

“A obra da Avenida Perimetral mexeu com a vida não só dos moradores, mas dos que estão no dia a dia acompanhando todas as etapas do serviço”, afirmou Sônia Moura, assistente social da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), responsável pelo projeto de duplicação da avenida. Segundo ela, o trabalho social em obras do porte da Perimetral apresenta situações delicadas, como as desapropriações que provocam a saída do local de convivência de parentes e amigos. Por outro lado, a obra traz aspectos positivos de infraestrutura, saneamento, valorização do imóvel, transporte e segurança.

A Sedop está finalizando o serviço de reconstrução das calçadas nos dois lados da via, entre a Eletronorte até a UFPA, onde está sendo executado serviço de implantação de rede auxiliar de água da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). A previsão de encerramento é final de julho.

A conclusão da obra está permitindo que novos empreendimentos sejam abertos ao longo da via. A loja de tintas de Odedi Moreira, 52 anos, foi aberta há 30 dias por causa da avenida. “A parte de comércio foi muito beneficiada, além de outros serviços”, declarou. O filho, André Paulo, 24 anos, confirma que o fluxo de pessoas cresceu no bairro.

A obra de duplicação da Avenida Perimetral faz parte do plano estratégico do governo do Estado de melhoria de infraestrutura de mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém, com a Avenida Independência, inaugurada em agosto de 2015, e o prolongamento da Avenida João Paulo II, em execução.

Por Izabel Cunha

 

Last modified onQuarta, 12 Julho 2017 12:42
back to top

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz