Obras do Tucunduba avançam e garantem dignidade para 250 mil pessoas
Menu

Obras do Tucunduba avançam e garantem dignidade para 250 mil pessoas

  • Written by 
Obras do Tucunduba avançam e garantem dignidade para 250 mil pessoas

“Aqui era só lama. Agora, a gente pisa no asfalto. Essas obras afastaram até a malandragem. Dou graças a Deus e ao Governo do Estado”. Foi com esse sentimento e com essas palavras que a aposentada Maria Brito, 73 anos, aguardava a visita do governador Simão Jatene nas obras da Bacia do Tucunduba, na manhã desta segunda-feira (2).

Considerada a segunda maior bacia hidrográfica da capital, o Tucunduba atravessa quatro bairros: Guamá, Terra Firme, Canudos e Marco. O saneamento leva desenvolvimento e qualidade de vida para aproximadamente 250 mil pessoas. Com um orçamento de R$ 34.282.306,34, essa etapa do projeto, que teve início na rua São Domingos e vai até a rua dos Mundurucus, já começou a mudar a paisagem de uma área de cerca de 800 metros. Cento e trinta operários trabalham dia e noite para garantir o avanço dos trabalhos.

Além da abertura e pavimentação de duas grandes pistas laterais, construção de calçadas e ciclofaixas, a obra inclui o alargamento do canal – com a drenagem, dragagem e limpeza –, tubulação de esgoto e a construção de três pontes de concreto e uma passarela metálica.

Gratidão - “O sentimento que nos move é o de gratidão. Eu, como morador da área há mais de 35 anos, sentia na pele a situação difícil que vivíamos. A gente morava literalmente na lama, convivendo com ratos. Mas hoje, o Governo está proporcionando toda essa mudança, com as pessoas caminhando normalmente e ganhando qualidade de vida”, disse Silvio Rocha, presidente da Comissão de Acompanhamento das Obras da Bacia do Tucunduba.

“Mudar a realidade das famílias da área é a razão desse projeto. É importante perceber que não estamos trabalhando apenas em um canal, estamos fazendo todo um sistema de drenagem e pavimentação. A participação da comunidade é fundamental, porque é preciso existir a esperança de que as coisas vão acontecer. É por isso que eu acho importante a gente estar aqui, conversando com a população, e ouvindo sobre novas necessidades. O papel do Governo, em qualquer esfera, é ter a sensibilidade e humildade de ouvir para ir corrigindo. Quero agradecer especialmente a presença das lideranças comunitárias, sem as quais esse projeto não existiria e não poderia ter tomado a dimensão que ele está tomando”, destacou o governador Simão Jatene.

“Antes dessa obra, não podia entrar carro nenhum aqui, era um igapó. Na hora de chamar socorro pra levar alguém da nossa família para o hospital, era um drama porque não tinha acesso. Agora, tudo mudou”, disse, aliviado, o aposentado Manoel Serafim, 57 anos.

Parceria - A importância da parceria entre Governo do Estado e a Prefeitura de Belém foi destacada pelo prefeito Zenaldo Coutinho, que acompanhou o governador durante a visita. “O município fica muito feliz com essa atuação do Governo do Estado, com investimentos expressivos feitos dentro da nossa cidade. E como o governador falou, precisamos ter o acompanhamento da comunidade, que tem tido uma atuação de destaque”, declarou.

A área social da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) cadastrou 149 famílias para permitir o avanço dessa etapa da obra. Desse total, 64 já foram remanejadas para o Residencial Viver Melhor Primavera, construído pela Prefeitura de Belém no bairro do Tapanã, e inaugurado em junho deste ano. O restante optou por receber indenização completa, quando ocorre a retirada total da casa, ou indenização parcial.

“A vontade de beneficiar essas famílias foi o que moveu o Governo do Estado. Até o final da obra, todos os moradores do entorno, que vão permanecer aqui, terão acesso a esgoto e água tratada”, reforçou o titular da Sedop, Ruy Mendonça.

O orçamento total do projeto é de R$ 126 milhões. No total, 57% dos recursos são provenientes do Orçamento Geral do Estado e 43% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A extensão do canal compreende 3,9 quilômetros (do Rio Guamá até a Vileta). A obra de urbanização inclui drenagem, dragagem, retificação e alargamento do canal, tubulação de esgoto, abertura e pavimentação de duas pistas laterais, calçadas, ciclofaixas, 16 pontes e seis passarelas metálicas.

Conclusão - Técnicos e engenheiros da Sedop já estão trabalhando para fazer a licitação da última etapa do projeto Tucunduba, no trecho de 1,4 km, que começa na rua dos Mundurucus e termina na travessa Vileta.

Após a visita ao canteiro de obras do Tucunduba, o governador Simão Jatene, acompanhado do prefeito Zenaldo Coutinho, ainda percorreu trechos das obras de saneamento na avenida Bernardo Sayão e rua Três de Maio.

Também participaram da visita no Tucunduba, a secretária extraordinária de Gestão Estratégica, Noêmia Jacob, a secretária extraordinária de Municípios Sustentáveis, Izabela Jatene, o presidente da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt, o Comandante da Polícia Militar, coronel Hilton Benigno, o presidente do Imetro, Jorge Rezende, além de secretários municipais, vereadores e deputados.

Por Syanne Neno

 

back to top

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz