Displaying items by tag: duplicação
Menu

Duplicação da Perimetral tem 75% dos serviços concluídos

Iniciadas em janeiro de 2014, as obras de duplicação da Avenida Perimetral estão com 75% de execução, conforme projeto sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop). A obra começou a ser executada em duas etapas, a primeira com 3,1 quilômetros, no perímetro compreendido a partir da Avenida João Paulo II até a entrada do Parque Tecnológico da Universidade Federal do Pará (UFPA). A segunda fase da duplicação, com 1.440 metros de extensão, compreenderá o trecho entre o Parque e o terminal de ônibus da UFPA.

A previsão de entrega é na primeira quinzena de junho deste ano. Nessa primeira etapa estão previstos recursos no valor de R$ 39.335.041,80. Nessa fase do projeto já foram executados serviços de drenagem profunda, base e sub-base sem aproveitamento do material existente no solo, todo formado por caroços de açaí e lixo, explicou o engenheiro Rui Sales, fiscal responsável pela obra, sobre a troca de 100% do material encontrado no solo.

Foram construídas duas pistas de rolamento, cada uma com sete metros, e faixas de 3,5 metros cada, com a ciclofaixa medindo 1,6 metro em cada lado. A via foi projetada respeitando a mobilidade das pessoas com necessidades especiais, com a colocação de 1,20 centímetros de calçada com piso tátil. No cronograma de trabalho consta ainda a construção do canteiro central, arborização, iluminação e sinalização vertical e horizontal.

Abastecimento – Pensada para garantir segurança e mobilidade, a duplicação da Avenida Perimetral também vai proporcionar aos moradores do entorno da obra outros benefícios, não somente o alargamento da via. Paralelamente à duplicação da via, estão sendo realizados serviços de ampliação do sétimo setor da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), que tem por finalidade levar água tratada para o conjunto habitacional Liberdade, localizado no bairro Terra Firme, e aos moradores da Comunidade Riacho Doce, localizada às proximidades da UFPA.

No projeto de ampliação do sistema, consta a perfuração de dois poços de 280 metros de profundidade para abastecimento do reservatório e a reativação de um terceiro, além de uma estação de tratamento de água. Para distribuição da água foram usados cerca de 2,2 mil metros de rede de água com ramais para atender a demanda do residencial Liberdade, com de 2.336 unidades habitacionais, e a Comunidade Riacho Doce, com 1.276 unidades habitacionais. Os serviços têm previsão de encerramento em junho deste ano.

Izabel Cunha
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas

Read more...

Duplicação da Perimetral avança para próxima etapa

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 11/03/2014 12:45:00

Na próxima semana, mais precisamente na próxima terça-feira, 18, quando um trecho da avenida Perimetral - da avenida Cipriano Santos até a travessa Mauriti (passagem Monte Alegre) - for fechado para o tráfego de veículos, vai começar a ser escrito um novo capítulo na história da Terra Firme, um dos mais populosos bairros de Belém – e também um dos mais carentes de equipamentos urbanos.

A interdição, que será promovida pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), atende à necessidade de isolamento da área para que se consolidem as obras de duplicação da avenida. A Perimetral é uma das alças do sistema integrado de transporte da Região Metropolitana de Belém, definido pelo Programa Ação Metrópole.

As obras começaram no dia 2 de janeiro, com os serviços de drenagem, e na próxima terça-feira, a partir da interdição da avenida, avançam para a etapa de terraplenagem e duplicação do primeiro trecho, justamente no perímetro que será fechado para o tráfego.

Na segunda-feira, 10, o titular da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), Luciano Dias, se reuniu com representantes da Semob e engenheiros do consórcio Montese, responsável pela obra, para definir os procedimentos necessários para a continuidade da obra. O trecho, de cerca de 600 metros, precisará ser interditado por um período de 45 a 60 dias.

Durante esse período, Luciano Dias informou que será criada uma alternativa de tráfego. A melhor opção já está sendo estudada pela equipe técnica do projeto da duplicação da avenida. Apenas a linha de ônibus "Alcindo Cacela/Domingos Marreiros" poderá circular naquele trecho para atender aos alunos do Núcleo Pedagógico Integrado (NPI), da Universidade Federal do Pará (Ufpa). 

“Infelizmente, não temos como evitar isso. O transtorno causado pela interdição e pela mudança no itinerário de seis linhas de ônibus é decorrente da obra. Estamos contando com a compreensão da comunidade”, comentou Rui Sales, engenheiro responsável pela fiscalização dos serviços feitos pelo consórcio. As obras estão orçadas no valor de R$ 70 milhões.

Alternativa - Uma vez duplicada e urbanizada, a Perimentral passará a compor um conjunto de corredores viários planejados para dar suporte ao hoje congestionado trânsito de Belém. Além de desafogar as vias principais, tornando-se uma alternativa para o tráfego de veículos pesados, o corredor ajudará a preparar a capital para o futuro.

Estima-se que em menos de dez anos a frota de veículos no Pará será de quase cinco milhões de veículos. Somente em Belém serão quase 800 mil, de acordo com um estudo feito pelo Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Hoje circulam na cidade cerca de 200 mil automóveis e perto de 90 mil motocicletas. Esses 290 mil veículos disputam espaço em corredores de trânsito comprimidos, sufocados e acanhados diante da velocidade de crescimento da frota de carros e motos.

Além de ajudar o trânsito a “respirar”, a duplicação dos cinco quilômetros da Perimetral mudará a paisagem de uma extensa e populosa área localizada nas franjas dessa avenida. O projeto inclui a construção de calçadas e ciclovias, sinalização vertical e horizontal, baias nas paradas de ônibus, acessibilidade com proteção para pessoas com deficiências e projeto paisagístico.

É uma verdadeira transformação em uma área periférica da cidade, que compreende três bairros, onde vivem cerca de 300 mil pessoas, diretamente beneficiadas pelo projeto. A urbanização, um conceito geográfico que significa desenvolvimento, serve ainda para integrar as áreas periféricas aos espaços principais do contexto urbano.

Quando ocorre esse fenômeno, em que a periferia passa a integrar as áreas consideradas mais relevantes da cidade, os moradores dos bairros “afastados” experimentam uma sensação de pertencimento que lhes eleva a autoestima. Aliado a essa sensação, há ainda o benefício do conforto, pois o projeto de duplicação da Perimetral inclui todo um trabalho de saneamento básico, desde a preocupação com o escoamento de águas pluviais até a drenagem do canal da Santa Cruz, em direção à avenida João Paulo II, com impacto imediato na qualidade de vida da Terra Firme.

Com informações da Ascom/Seidurb*

 

Texto: Paulo Silber
Secretaria de Estado de Comunicação

Read more...
Subscribe to this RSS feed

Institucional

Acessibilidade

Imprensa

Interno

Telefone

  • Geral
  • 3183-0020

tüvtürk randevuYouJizz